quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Notícia - Fim-de-semana celestial

Quem nas últimas semanas tenha observado o céu ao cair da noite terá reparado em dois pontos de luz fixa, branca e muito brilhante que se destacam acima do horizonte de sudoeste. Trata-se de Júpiter, à esquerda, e de Vénus, à direita. São astros inconfundíveis, que se têm vindo a aproximar visualmente.

Nos próximos dias, o espectáculo tem um magnífico desfecho. Esta noite, Vénus aproxima-se de Júpiter, ficando por baixo deste a uma distância angular de 2,5º, o que é raro. Na noite de domingo, a distância entre os dois planetas diminui ainda e surge à direita uma Lua muito jovem, reduzida a um fino risco luminoso. Finalmente, na noite de segunda, a Lua oculta Vénus pouco antes do pôr do Sol e a noite começa com o planeta aparecendo pela direita do limbo iluminado do nosso satélite. É um espectáculo muitíssimo raro e belo.

Quem tenha binóculos ou um pequeno telescópio poderá registar a ocultação de Vénus, que se consegue observar à luz do dia, tendo a Lua como referência. O fenómeno começa pelas 15h27 e termina pelas 17h11, mas é preciso um grande cuidado em não apontar os instrumentos para o Sol.

O espectáculo deste trio celestial termina cedo. Pelas 8h já os astros se afundam no horizonte. Só nos resta esperar bom tempo e céus limpos.


Nuno Crato
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...